segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Capitulo 13 - Pessoas Distintas Sentimentos Iguais - fanfiction "A New Life"

Estavam na pista a dançar outros pares, como o Bruce e a Tomoyo que se estavam a divertir à grande. A Sanae e o Oliver cuja preocupação principal era beijarem-se e abraçarem-se sem se preocuparem com o ritmo da música.
De repente a música foi ficando com o som mais baixo até não se conseguir ouvir resumidamente nada, apenas uma música de fundo, parecia que o Mark tinha feito uma pequena pausa, para desfrutar também da festa, ele divertia-se bastante com a mesa de mistura, mas também tinha direito a estar com quem ele amava.
Mark: Pessoal, vou fazer uma pausa, eu já meto mais música a bombar… – disse o Mark aproximando-se de mim e do Toby, que estávamos com os lábios colados.
A minha boca estava demasiado ocupada para responder ao Mark, mas consegui afastar os meus lábios dos do Toby e com alguma dificuldade, disse com a respiração bastante irregular: Obrigada Mark…
Mark: De nada! Fui, vou ter com a Kelly, já venho – e desapareceu para perto da Kelly que estava a dançar sozinha a um canto da pista, quando ele a encontrou os olhos dos dois pareciam sorrir, deram um abraço terno.
O sangue começou a aflorar-me o rosto, pois o Mark tinha decidido parar a música no momento mais propício, logo quando eu tocava aqueles lábios doces e meigos; com todas as luzes era impossível detectar alguma cor na minha face, mas eu sentia o meu rosto em chamas.
- Não sabia que gostavas de dançar Toby… – disse surpreendida.
Toby: é uma das coisas que gosto mais de fazer, na verdade é a terceira da minha lista – disse ele com um dos seus melhores sorrisos.
- Hum então e qual é a primeira? – Perguntei eu com um leve tom de curiosidade na voz e com um sorriso, que eu própria nem sabia que era capaz de esboçar.
Toby: estar contigo… – disse com a voz inundada de ternura, o meu coração acelerou quando ele disse aquilo. Ele aproximou mais o seu rosto do meu, os seus lábios encontraram os meus, ele era mesmo um vício para mim, era impossível parar de beijá-lo quando os lábios dele tocavam os meus daquela maneira doce, quente e meiga.

---

A única pessoa que parecia não conseguir divertir-se era o Benji, que continuava encostado à parede, com o seu chapéu a tapar-lhe a maior parte do rosto, os seus lábios tinham uma expressão decepcionada e triste, eu acho que se não estivesse apoiado à parede ele poderia cair a qualquer momento.
A Sanae, a Tippy e a Tomoyo começaram a fazer uma grande festa, tinha chegado a altura das prendas, elas disseram com a voz inundada de entusiasmo: Vem abrir as prendas Benji!
O Benji dirigiu-se lentamente para perto delas, cada passo que dava parecia um grande sacrifício, parecia que o seu coração não conseguia bombear sangue suficiente para ele se conseguir mover com clareza.
O Oliver e a Sanae foram os primeiros a entregar a prenda, o Oliver disse: Toma, acho que vais gostar…
Ele agarrou na caixa rectangular que vinha com um papel de embrulho bastante colorido e com o laço, tirou-o muito delicadamente e quase sem o rasgar, de dentro da caixa saiu um lindo casaco preto com riscas azuis, era da “adidas”.
A Sanae disse: demos outro à Patty… assim vocês os dois fazem pandãn – quando ela proferiu o nome da minha irmã eu notei uma pequena alteração no rosto do Benji, parecia que ele lutava contra os seus olhos para não começar a chorar.
Benji: bem, obrigado, é muito… bonito – disse ele com grande dificuldade em proferir as palavras, a sua voz também estava bastante abalada.
Em cada prenda oferecida por cada um dos convidados, era pronunciado o nome da minha irmã, cada vez que o Benji o ouvia parecia ficar ainda mais abalado.
Eu e o Toby já tínhamos entregado a nossa prenda, mas faltava uma, era a da minha irmã, que permanecia na minha mão, eu disse aproximando-me dele: já entreguei a nossa prenda, mas… esta é da minha irmã, para ti Benji… – disse eu entregando-lhe o embrulho nas mãos.
Ele ficou atónito porque ele nem esperava que naquele dia negro, aparecesse nas suas mãos, uma prenda de quem ele mais amava.
O Benji ficou a olhar bastante tempo para a prenda que tinha nas suas mãos, nos seus olhos notava-se algum receio em abrir o presente, podia magoá-lo mais do que o que ele já havia ficado.
Ele decide abri-la e quando tira o que estava lá dentro, repara que era um lindo chapéu, na verdade um chapéu que ele nunca tinha visto, com várias fotos dele e da minha irmã coladas em fundo prateado e dourado, no interior do chapéu estava uma pequena etiqueta que dizia: Amo-te Benji Ass: Patty.
Mas a minha irmã não se contentava com pouco, por isso no interior do embrulho ainda estava um pequeno papel dobrado em quatro que tinha escrito a caneta de cor azul-marinho: Eu olho para ti, fixo-me nos teus olhos, que parecem ser um poço sem fim de brilho e pureza, oiço o teu cabelo a acompanhar o suave e quase imperceptível toque do vento, o nosso ritmo cardíaco está descoordenado, e com os meus olhos fixos em ti e os meus ouvidos concentrados no que quer que estejas para dizer, percebo, finalmente, que te amo, e que nós nunca iremos ter um fim, mesmo que o «nós» seja um complexo de duas pessoas separadas por milhares de km preenchidos pela saudade, porque eu sempre vivi na esperança de que o amor é superior, a tudo…
O Benji ficou espantado a olhar para aquele papel que estava nas suas mãos, sem palavras, sem conseguir emitir um único som, parecia que ele já não aguentava mais aquela pressão, o seu coração comandava-o naquele momento, ele diz: Obrigado, a todos… – corre rapidamente para a porta e sai de casa batendo a porta com bastante força, o único pensamento que estava presente na sua mente era: vou falar com ela, tenho de lhe dizer o quanto a amo…

---

Livro 2 – Patrícia
Eu não tinha bem a certeza, mas tinha um pressentimento de que se calhar o melhor era ter ido à festa… Eu não conseguia deixar de pensar, no quanto eu o amava e no quanto eu tinha sido estúpida.
Estava eu embrenhada nos meus pensamentos, quando oiço a campainha a tocar, tocaram várias vezes, pareciam estar com bastante pressa, eu desci rapidamente as escadas para abrir a porta, podia ser uma emergência…
Mas quem poderia ser? Não poderia ser nenhum deles, a esta hora estavam todos na festa… Quando abri a porta, vi um rapaz com um boné bastante original com montes de fotos, que lhe tapava a maior parte do seu rosto, que parecia ter sido esculpido por anjos, estava a envergar um lindo casaco preto com riscas azuis, os ténis que trazia eram igualmente belos. A Fragrância que emanava era doce e leve, era “Voy Fire” apenas havia uma pessoa no mundo que eu conhecia que usava aquele perfume…
Eu senti o meu coração a bater mais forte quando o vi, naquele momento deu-me uma vontade enorme de o abraçar, mas tive de controlar o meu instinto. Só depois senti o receio a inundar-me por dentro. Porque é que ele estava ali?
Benji: posso entrar? Preciso urgentemente de falar contigo… – disse ele com uma certa ansiedade na voz. Eu ainda estava a tentar encaixar aquilo tudo no meu cérebro, eu estava confusa, não sabia porque é que ele estava ali, não sei o que é que mais me aterrorizava, o facto dele estar mais calmo do que da última vez em que tínhamos falado, ou se pelo facto dele estar ali…
- Podes, entra – disse eu com a voz a trair-me por completo, tinha saído demasiado trémula.
Ele entrou, senti uma leve corrente de ar quando ele passou rapidamente por mim para ir para frente do sofá, o meu coração acelerou, não sei se seria da proximidade ou da forma rápida com que ele tinha feito o trajecto.
Eu fechei a porta e fui-me dirigindo para perto dele um pouco insegura, sem saber o que me esperava.
Benji: Não consigo ficar longe de ti… – a sua voz transmitia exactamente o que ele estava a sentir e a forma intensa como ele tinha dito aquelas palavras fez com que o meu coração se precipitasse em batimentos fortes e bastante rápidos.
Ele começou a aproximar-se bastante de mim, aquela aproximação fazia com que o meu coração batesse a mil, estávamos mesmo muito perto um do outro, eu sentia a embater no meu rosto a sua respiração irregular, o meu coração batia tão rápido que eu mal conseguia fazer a oxigenação do sangue. Os olhos dele estavam fixos em mim, os nossos lábios cada vez mais próximos, o calor consumia o meu corpo, eu estava em chamas. Os seus lábios moveram-se e ele emitiu um som, um som de receio do que ele iria dizer a seguir e que eu esperava ansiosamente. Benji: Eu amo-te Patrícia – a intensidade das suas palavras deixou-me completamente paralisada, eu podia jurar que o meu coração tinha parado de bater por alguns segundos, estava sem pinga de sangue.
Eu não esperava o que ele iria fazer a seguir, o meu coração deu de novo um baque surdo quando ele me agarrou firmemente com os seus braços encostando-me bruscamente à parede e sem se afastar ou recuar, os seus lábios tocaram os meus, eu fiquei atónita a olhar para ele, os meus olhos foram-se fechando enquanto os meus lábios se moviam ao mesmo tempo que os dele, os movimentos dos nossos lábios eram sincronizados e harmoniosos, os dele eram também bastante ansiosos, ele encostou o seu corpo ao meu, agora sentia com toda a precisão todos os seus batimentos cardíacos irregulares, sentia o calor do seu corpo, era extremamente agradável, o sangue começava a aflorar-me as maçãs do rosto. As luzes estavam apagadas o que davam àquela sala um ambiente fantástico e acima de tudo quente, uma onda de calor invadia o meu corpo por completo.
Ele afastou os seus lábios dos meus, eu não queria que ele se afastasse, queria que os seus lábios continuassem a tocar os meus, sem interrupções…
Ele olhou docemente para mim e disse: desculpa ter-te agarrado assim… – disse ele coçando a cabeça embaraçado.
- N-n-n-não faz mal – disse eu gaguejando, eu estava completamente atordoada – Por favor beija-me! – Disse eu com o desejo de tocar os seus lábios de novo a inundar-me por completo a voz. Eu saltei para os braços dele pondo os braços à volta do seu pescoço e as minhas pernas à volta da sua cintura, com o impulso do meu salto, ele desequilibrou-se e ficámos os dois estendidos no sofá.
- Amo-te! – Foram as últimas palavras que proferi antes de o beijar.
Foram vários beijos, todos eles longos e apaixonantes, beijos que ambos desejávamos; os lábios dele passavam suavemente sobre os meus, enquanto a minha língua descobria docemente cada recanto da boca dele.

20 comentários:

  1. AMEIII!!!
    E estou cada vez a amar mais =D

    ResponderEliminar
  2. LINDOO!
    Continuo a adorar isto, e anseio todas a próximas segundas feiras! :D

    ResponderEliminar
  3. Nova novidade, ja conseguimos fazer com que as pessoas da RTP2 voltassem a passar campiões a caminho da gloria. Parabens a nós !!!!! :D

    ResponderEliminar
  4. hoje á noite foi para ver a nossa serei e não deu

    ResponderEliminar
  5. estou completamente apaixonado por ti, cada segunda feira não faço mais nada, só espero para ver as novidades que trases do japão ámo-te e ámo-te cada vez mais! Fanfiction A new life, és tudo pra mim!
    lool! continuem a postar!

    ResponderEliminar
  6. A-M-E-I está lindissimo. Gosto muito de ler esta fanfiction e cada vez fico mais coriosa para saber o que vem aseguir!!! Está muito fixe!! :)

    ResponderEliminar
  7. No site da RTP2 está lá toda a programação e podiam verificar que oje, não dava um dos episodios, e o que queriamos que a RTP2 voltasse a passar eram os 4 filmes de capitão Tsubasa em Português.
    Porque no canal já estava a ser passada a nossa série favorita, só que a série que está a ser passada agora na RTP2 é a Captain Tsubasa Road to 2002 [pois a outra série(Captain Tsubasa)já tinha acabado)] e dá à hora de jantar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. era bom que passase na sic k, para eu poder gravar

      Eliminar
  8. Fantastico adorei nao tenho palavras. vocês sao demais! Maravilhoso adorei!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  9. Amei,tá lindo,a fic. ta cada vez melhor e este capitulo e de certeza um dos meus favoritos.
    Podiam escrever um livro!!!

    ResponderEliminar
  10. Lindo!
    Amei, acho que fiquei apaixonada pela forma como escrevem!
    Têm muito geito, mas mesmo muito geito!
    =P Continuem assim!

    ResponderEliminar
  11. ya concordo com a ideia da joana podiam escrever um livro com todas as fic amei muito bonito continuem assim continuem a escrever

    ResponderEliminar
  12. AMEI!! ta lindo. vocês têm mesmo mt jeito para escrever. continuem!!

    p.s.: a série ke passa na RTP2 vai começar do início ou vai continuar onde parou os episódias da hora do jantar? se souberem, please digam-me

    ResponderEliminar
  13. Amei esta fantastica!

    Esta cada vez melhor:D

    Tenhu a mesma duvida que a drica.santos, alguem sabe se a serie campeoes a caminho da gloria vai passar outra vez?

    ResponderEliminar
  14. vocês sabem que existem 4 séries ao todo de "Captain Tsubasa"...
    a RTP2 já passou a "Campeões a caminho da Glória" tanto de tarde como à noite (à tarde acabou mais cedo, pois ia mais adientado), o seguimento ou a segunda série dobrada em portuguÊs de "Captain Tsubasa" que está a ser passada agora na RTP2 é a Road to 2002.
    A RTP2 e a SIC já passaram estas duas séries várias vezes, quer dizer a RTP2 passou mais vezes a "Campeões a Caminho da Glória" a SIC é que até aà data já tinha passado as duas...
    Não sei se vão voltar a passar "Campeões a Caminho da Glória", mas enquanto não acabarem os episódios da Road to 2002 (que já terminou à hora de almoço, pois estava mais adientado, com já disse) e agora à noite à hora de jantar, está a ser passada ainda no canal a série Road to 2002, mas na Programação do canal eles continuam a dar-lhe o nome de "Campeões a Caminho da Glória" mas não é...
    Oje à noite vao passar o episodio 42 - "De novo à Conquista do Mundo" (eu ando a seguir agora a da noite, porque já a vi toda de tarde.) provavelmente só daqui a uns tempos é que a RTP2 voltará a passar a série, talvez perla altura do Próximo World Cup, como têm feito sempre, pois na altura do Mundial de 2002 foi passada na SIC a série Captain Tsubasa Road to 2002, que retrata o caminho para o mundial de 2002, que foi realizado no Japão.

    ResponderEliminar
  15. Pois...
    Não sei porque que a RTP2 não passa as séries que nunca passaram :(

    ResponderEliminar
  16. adoreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii esta cada vez melhor

    ResponderEliminar